Minha Frase preferida desde o mes de julho de 2013


"A felicidade de um amigo deleita-nos. Enriquece-nos. Não nos tira nada. Caso a amizade sofra com isso, é porque (ela a amizade) não existe." Jean Cocteau

Seres Espelhados Espalhando Sonhos e Delírios como eu

Translate

quinta-feira, 25 de maio de 2017

Encontro Eu Você e os Outros (Revendo/Revisando minha Obra/Texto de 2008)



Me encanto diante do encontros 
Que a vida proporciona
Eu
 Você
Um ao outro
Um outro
Os outros
Assim
Vamos
Todos nos misturando
Virando uma essência 
Exalando um cheiro bom
Deixando um gosto delicioso
Desses cheiros 
Que ficamos tentando reter
Destes gostos que ficamos
 Estalando a língua de prazer de tão bom
Nos misturarmos sempre assim
Encontro é isso
Coisa boa de sentir
E mais boa de guardar
E de somar
CatiahoAlc./Reflexo d'Alma 07.59h

domingo, 21 de maio de 2017

Poesia é assim (Revendo/Revisando minha Obra/Texto de agosto de 2011)

Poesia  é saudade
Aperto no peito
 vontade de ver
de ouvir 
ou mesmo de saber

Poesia é com certeza
amor
pois entende 
percebe e
aceita

Poesia lembrar do sorriso
visto uma só vez
é saber o gosto
sem ter
 provado

Poesia é respeito
ao mesmo tempo 
que
desrespeito
se faz
Poesia e sentir as mãos
que tocam
sem tocar
que vasculham
sem perguntar

Poesia é assim
é sonhar
delirar de saudade
antes de ao sono
a alma entregar

CatiahoAlc/Reflexo d'Alma 
entre sonhos delírios e saudades

01342607011
2308201


sexta-feira, 19 de maio de 2017

Chuva na Janela


Hoje o céu esta cinza quase chumbo
A água transparente e gelada
é derramada em pingos
Poças se formam e transbordam
fazendo veios rua a fora
Minha alma se encanta com o som dessa chuva
Com o ar que quente que embaça o vidro da janela
Os sentimentos diversos se misturam e
desejam também
Saírem de dentro do peito assim
Como as nuvens que vão levadas ao vento
Ou os pingos que caem e apressadas
correm...
O peito deseja soltar
os sentimentos
Mas num ato de renúncia
O suspiro os prende
E o peito lateja
A alma como que chora
Então uma lágrima foge pelo
canto do olho
E uma, e duas e muitas
Assim também fazem veios
que descem corpo a baixo
Mas nunca chegam ao chão
São contidas pela mão que as colhe
E as guardam apenas na lembrança
Do ímpeto de um momento
Só um momento...
De Liberdade Feliz.
CatiahoAlc.
171120070819


Texto integrante da obra Momentos Cristalizados
27 022008

terça-feira, 16 de maio de 2017

Simples abrir e fechar de pernas...(.VOU RECOMEÇANDO A REVISÃO DE MEUS TEXTOS/OBRA COM ESTE TEXTO)



E num  vai e vem de abrir
e fechar de pernas
Os olhos já não movem
no indo e vindo,
apenas se fixa e atravessa
Atravessa
através passa
transpassa
peneta
No universo de seu desejo
ainda por satisfazer
Mas pronto
riste
teso
 atento
ao tempo
 e ao contratempo
Impregnando na verdade
inundado de vontade
de seu desejo satisfazer
E assim as pernas
que quietas
se movem sem noção
de quem em pura provocação
faz o pobre ser perecer
padecer
e menino 
de novo ser
CatiahoAlc./ReflexodAlma

Copyright©soempalavras
20552607012

Abaixo algumas musicas que eu gosto de
ouvir desde sempre.


Sonhos
com Paulinho Moska





Venho aqui e Olho pro amanhã dessa forma: com ALEGRIA!

Venho aqui e Olho pro amanhã dessa forma: com ALEGRIA!
Já caminhei muito tempo sem me dar conta do quanto é importante o que eu sei, quero e posso. Passei muio tempo dando prioridade a todos ao meu redor. Daqui pra frente meu olhar obedece a uma nova perspectiva, pois minha palavra de ordem é ALEGRIA.Não quero e não vou viver mais um segundo sem esse ingrediente essencial.. Experimentem e depois de contem o resultado. CatiahoAlc, terça feira 05 de janeiro de 2015

Eu sempre entre meus sonhos realizados e meus delírios incessantes...

Eu sempre entre meus sonhos realizados e meus delírios incessantes...